RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DO PROGRAMA DARE NOS ESTADOS UNIDOS
Departamento : Depart. de Polícia de Los Angeles
Órgão responsável: Instituto de Avaliação e Treinamento de Los Angeles-Califórnia
Data: Janeiro de 1990- avaliação feita referente ao período 1985-1989.
 
Metodologia
O propósito do estudo foi de determinar a longo prazo o impacto do Programa DARE nas atitudes dos estudantes e o uso de drogas e álcool . Assim sendo o IAT (Instituto de Avaliação e Treinamento) conduziu uma pesquisa anual com estudantes DARE (grupo experimental) e estudantes que não participaram do Programa (grupo de controle), além de ter abrangido professores e administradores além de pesquisa em arquivos escolares. O propósito do estudo foi determinar as diferenças significantes nas atitudes e uso de drogas entre estudantes DARE e "não DARE". A principal atividade do estudo longitudinal foi a pesquisa estudantil anual. Ela incluiu 4 categorias de questões: Dados demográficos dos estudantes, atitudes de estudantes em relação às drogas e álcool, o nível de exposição dos estudantes às drogas oferecidas através de seus amigos e adultos, e o uso de substâncias em uma lista que vai desde cerveja até drogas consideradas mais "pesadas" tais como crack, heroína e cocaína. Estudantes foram perguntados sobre suas opiniões a respeito dos policiais e sobre os resultados do Programa. Uma vez que o estudo do uso de substâncias por parte dos alunos foi pesquisado apenas através de testemunho pessoal , o que poderia não ter uma veracidade absoluta, a IAT conduziu uma pesquisa nos arquivos escolares para identificar possíveis efeitos intermediáriosdo Programa DARE no comportamento dos estudantes dentro e fora da escola. Estas atividades foram complementadas com entrevistas e pesquisas com professores, administradores e conselheiros a respeito de seus pareceres sobre o DARE.
 
Amostra Longitudinal
O estudo longitudinal foi projetado para cuidadosamente atingir os grupos experimentais e de controle que foram da 4ª série do 1º grau até o ginásio, realizando pesquisas com os mesmos estudantes a respeito de suas atitudes e uso de drogas. Enquanto preserva esta projeto básico, o IAT também adotou um procedimento de substituição aleatório, uma prática amplamente aceitável em pesquisas longitudinais a fim de expandir a amostra em decorrência do alto desgaste dos estudantes. Além disso, a expansão do Programa DARE no departamento de Polícia de los Angeles resultou na diminuição da amostra do grupo de controle.














Resultados
Atitudes dos Estudantes em relação às drogas : De modo geral, os estudantes DARE mostraram uma atitude mais negativa em relação ao uso de drogas ( entenda-se "mais negativa" como sendo uma reprovação ao uso) em comparação com o grupo de controle . Enquanto a maioria dos estudantes DARE e do grupo de controle não consideraram aceitável o uso de drogas moderadas, mais estudantes DARE do que do grupo de controle indicaram que teriam objeções a que seus próprios filhos um dia viessem a usá-las . As meninas que participaram do Programa, geralmente possuem uma atitude mais negativa em relação ao uso de drogas do que os meninos. Os estudantes DARE das 8ª séries comentaram mais sobre a disponibilidade das drogas do que estudantes de 7ª série.
 
Atitudes dos Estudantes em relação a repressão às drogas:
De modo geral, a atitude dos estudantes DARE em relação à polícia é positiva. A maioria dos estudantes DARE acreditam que a Polícia se preocupa com o bem estar das crianças e que fazem um bom trabalho protegendo a sociedade. Um número significante, porém pequeno, de estudantes DARE acreditam que a polícia quer apenas prender as pessoas ou questioná-las sem nenhuma razão, números esses comparados com o grupo de controle. Estudantes "Não DARE" possuem uma predisposição maior a terem uma atitude negativa a respeito dos Policias que fazem repressão, do que estudantes DARE.
 
Atitudes dos Estudantes em relação ao Programa DARE
A opinião dos estudantes em relação a eficácia do programa é esmagadoramente positiva. Os estudantes DARE concordam que o Programa ensinou-os a dizerem não às drogas, e os estudantes relataram que conhecem mais sobre drogas e álcool. Próximo de 2/3 dos estudantes DARE concordam que usam menos drogas ou decidiram não usar drogas por causa do Programa. Mais meninas do que meninos acharam o Programa benéfico , e estudantes estudantes da 7ª série do que da 8ª série disseram que usam menos drogas ou decidiram não usar drogas por causa do DARE.













Dados de arquivos escolares
estudantes que receberam o Programa tiveram menos problemas com referência à disciplina registrados nesses arquivos do que estudantes "Não DARE". Estes arquivos escolares, de modo geral, mostraram que os estudantes do DARE tiveram um comportamento melhor nas escolas do que os "Não DARE". Houve diferenças menos significativas entre o Grupo DARE e "Não DARE' com referência aos hábitos em relação as tarefas escolares, cooperação e assiduidade.
 
Uso de drogas pelos estudantes
Em todos os casos de uso de álcool e drogas que mostraram uma significante diferença ,os participantes do DARE mostraram uma taxa menor de uso em relação aos "Não DARE". Onde as diferenças não foram estatísticamente significantes , diferenças numéricas mostraram uma porcentagem maior de estudantes DARE relatando o não uso de qualquer substância e uma consistente porcentagem menor de estudantes DARE relatando o uso em todos os níveis de frequência.
 
Respostas de Diretores, Professores e Conselheiros
Os profissionais acima concordam que o Programa aumentou a conscientização dos estudantes sobre o uso de álcool e drogas, aumentou o desejo de dialogar abertamente sobre problemas relacionados às drogas , e preparou os estudantes para resistirem à pressão dos companheiros de forma mais efetiva. · Os profissionais ainda afirmaram que apresentando um Policial em uma situação não repressiva , na qual eles poderiam ser vistos como pessoas normais, encorajou os estudantes a considerarem o Policial como sendo um modelo positivo em vez de um adversário.
 
Conclusões e recomendações:
Um eficaz Programa de Prevençao ao Uso Abusivo de Drogas necessita ser avaliado com relação ao seu impacto a longo prazo. Com isso , deve ser feita uma distinção entre resultados momentâneos e um contínuo estudo do mesmo assunto. Este estudo indica que a taxa de uso de drogas entre os estudantes DARE é menor do que entre os estudantes "Não DARE"a longo prazo. · Os estudantes DARE relataram que o Programa os ensinou a como dizer não às drogas e proporcionar informações úteis sobre o seu uso. Ainda, 2/3 dos estudantes DARE relataram que usam menos drogas por causa do Programa. Os estudantes também relataram uma forte estima com relação aos Policiais e ao Programa. Com isso, a avaliação indicou que o DARE influenciou os comportamentos e atitudes dos estudantes com relação às drogas e aos Policiais.

| Programa | 17 Lições | Participe | Cartilha | Drogas | Cursos |
| Pesquisas | Links | Download | Estatísticas |